top of page
  • Foto do escritorGUIA MIRAI

VERÃO COMEÇA COM RISCO DE TEMPORAIS NO FERIADÃO DE NATAL; CONFIRA DETALHES DA NOVA ESTAÇÃO


Alerta do Inmet prevê acumulado de até 100mm em cidades da Zona da Mata Vertentes até a tarde de sábado (23). Impactos do El Niño também serão sentidos na região.



O feriadão de Natal será marcado por pancadas de chuva, por vezes fortes, em Juiz de Fora e toda região da Zona da Mata e Campo das Vertentes.


Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a condição está relacionada a uma área de instabilidade que atua entre a Juiz de Fora e cidades do Rio de Janeiro.


A previsão é de que os próximos dias tenham céu nublado, com risco de chuva forte e rajadas de vento. Pelo menos até o sábado (23) há chance de temporal com acumulado entre 50 e 100 mm ao dia.


Para a segunda-feira, dia de Natal, também são esperadas pancadas de chuva.


Início do verão e impactos do El Niño

O verão teve início oficial à 00h27 desta sexta-feira (23) e vai até 20 de março de 2024. A previsão, conforme o Inmet, é que o El Niño interfira nas chuva e na temperatura também na região.


"Nós estamos sob a atuação El Niño, o que contribuiu para que nós tivéssemos uma primavera absurdamente seca. Nós podemos dizer que a estação chuvosa em Minas Gerais está atrasada em praticamente três meses, porque nós não tivemos um período de chuvas consecutivas até o momento, e a tendência é que nós tenhamos essa chuva em forma de pancadas isoladas. Chuvas que podem vir fortes com rajada de vento, com precipitação de granizo, mas não aquelas chuvas que infiltram, que provocam deslizamento", explica a meteorologista Anete Fernandes.


"A combinação de modelos estatísticos e dinâmicos mostram uma perspectiva de um verão com a chuva de normal a acima da média em todo o estado de Minas Gerais e, consequentemente, na Zona da Mata mineira, mas também uma tendência de temperaturas acima da média. Então, isso indica que as chuvas tendem a ocorrer em forma de pancadas, das típicas pancadas de verão".


Ainda conforme ela, por mais que as temperaturas tendam a ficar acima da média, não há estimativa para ocorrência de novas ondas de calor.


GUIA MIRAI

(por G1 Zona da Mata)

Comments


bottom of page