top of page
  • Foto do escritorGUIA MIRAI

Trecho da BR-116 que corta Leopoldina e Muriaé será privatizada



Será realizado às 14 horas desta sexta-feira, 20 de maio, na B3, antiga Bolsa de Valores de São Paulo, leilão de um trecho de 726,9 km do sistema rodoviário envolvendo as BR-116/465/493, do Rio de Janeiro a Governador Valadares. Caso algum interessado saia vencedor do certame, a rodovia vai ganhar quatro praças de pedágio somente aqui na região: Leopoldina, Bom Jesus da Cachoeira (distrito de Muriaé), Miradouro e Orizânia. A concessão prevê contrato por prazo de 30 anos, com investimentos CAPEX estimados R$ 11,295 bilhões e despesas operacionais (OPEX) estimadas em R$ 9,859 bilhões. Todos os valores foram calculados na data-base de janeiro de 2021.


Entre os principais investimentos, destacam-se a duplicação 309,52 km de obras de duplicação, 245,32 km de faixas adicionais, 61,32 km de vias marginais, 28 dispositivos em desnível, 775 melhorias de acessos, 65 passarelas, 68 passagens de fauna, entre outros. Também está previsto o atendimento ao usuário da via com Centro de Controle de Operações (CCO) e Bases do Serviço Operacional (BSO) para apoio das equipes de atendimento médico de emergência, atendimento mecânico e atendimento aos demais incidentes na via. E, também, a geração de 154.719 empregos (diretos, indiretos e efeito-renda). O leilão será no modelo híbrido, combinando os critérios de menor tarifa e maior outorga. Isto é, o vencedor será aquele que oferecer o maior deságio na tarifa de pedágio, até o limite de 17,50%; passado esse processo, o vencedor será aquele que oferecer o maior lance pela concessão.


GUIA MIRAI por Marcelo Lopes


Comments


bottom of page