top of page
  • Foto do escritorGUIA MIRAI

"GOLPE E FRAUDES À VISTA" - COMERCIANTES DE MIRAÍ ALERTAM PARA CHAMADAS DE AGENTES FALSOS DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA


Nos últimos dias, tem acontecido telefonemas atingindo comerciantes de Miraí , pessoas se fazendo passar por fiscais da vigilância sanitária entram em contato com estabelecimentos comerciais, oferecendo serviços de dedetização e inspeção. No entanto, essas chamadas são possivelmente fraudulentas e perigosas, visando extorquir dinheiro e informações sensíveis dos comerciantes.


Com o aumento das preocupações com a higiene e sanitização devido à pandemia, pessoas com fraudes encontraram uma oportunidade para se passar por autoridades sanitárias e enganar comerciantes desprevenidos. A vigilância sanitária é uma entidade respeitada e confiável, o que torna esses golpes ainda mais convincentes.


Pessoas entram em contato com os comerciantes por telefone, alegando serem fiscais da vigilância sanitária. Eles afirmam ao comerciante serem da vigilância sanitária, oferecendo dedetização ou inspeção sanitária para garantir a conformidade com as normas de saúde pública.


Para convencer, os golpistas utilizam sempre técnicas de persuasão, citando leis e regulamentos falsos e oferecendo preços aparentemente vantajosos para os serviços. Eles costumam pedir informações pessoais e detalhes de cartão de crédito para agendar a suposta visita do técnico.


Muitos comerciantes, ficam preocupados com a reputação de seus negócios e com possíveis sanções da vigilância sanitária e podem acabar cedendo às exigências dos golpistas. Além de perderem dinheiro com os serviços falsos, esses comerciantes também correm o risco de terem suas informações financeiras e pessoais utilizadas de forma fraudulenta.


A Prefeitura de Miraí, atravéz da Secretaria Municipal de Saúde, emitiu nota alertando sobre o assunto. "Em nota foi dito que o órgão da Vigilância sanitária não presta serviço de dedetização ou qualquer outros serviços comerciais."



Para evitar cair nesses golpes, os comerciantes devem estar cientes de que a vigilância sanitária raramente entra em contato por telefone para agendar inspeções ou serviços. É importante sempre verificar a identidade dos fiscais, solicitando documentos oficiais e entrando em contato diretamente com os órgãos de saúde pública para confirmar a legitimidade da solicitação.


Cuidado:

Os golpes de falsos fiscais da vigilância sanitária representam uma ameaça séria para os comerciantes, além de minar a confiança nas autoridades sanitárias legítimas. É crucial que os comerciantes estejam vigilantes e informados para evitar cair nessas armadilhas fraudulentas e proteger seus negócios e suas finanças.


GUIA MIRAI

Comments


bottom of page