top of page
  • Foto do escritorGUIA MIRAI

Escola que homenageou Exu, vence o Carnaval do Rio pela 1ª vez na história.

"O ator e dançarino Demerson D'Álvaro deu vida ao orixá Exú no desfile da Grande Rio."




A Grande Rio, penúltima escola de samba a desfilar na Marquês de Sapucaí, no último domingo (24/04), sagrou-se campeã do Carnaval 2022 do Rio de Janeiro. A escola de Duque de Caxias homenageou Exu, divindade presente nas religiões de matriz africana que faz ponte entre os humanos e orixás, entre eles a umbanda.


Com o enredo “Fala, Majeté! As Sete Chaves de Exu”, a Grande Rio tentou tirar da entidade a associação com coisas demoníacas. Para eles, o termo é “equivocadamente associado à figura do diabo no imaginário cristão”. A Rainha de bateria, a atriz Paolla Oliveira foi vestida de Pombagira, considerada a representação feminina de Exu. Após a apresentação da escola, o desfile foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter.


"Exu não é diabo. A maioria das pessoas não sabe o que realmente é o Exu, não estudou o Exu. É o orixá, é o guardião, é o primeiro que come na mesa dos orixás. O último é Oxalá, que é o rei de todos os orixás. E Exu come primeiro do que ele”, explicou o zelador espiritual Danilo de Oxóssi, um dos integrantes da Grande Rio.


Gabriel Haddad e Leonardo Bora – que assinaram os carnavais do Acadêmicos do Grande Rio -, homenagearam o orixá. Para eles, o termo é “equivocadamente associado à figura do diabo no imaginário cristão”.


A vencedora foi conhecida após apuração de notas do Grupo Especial, realizada na Praça da Apoteose na tarde desta terça-feira (26/04). A vitória é “contra todo o processo histórico que demonizou Exu”, desabafou o carnavalesco Leonardo Bora, após a vitória.



GUIA MIRAI

Comments


bottom of page